Camuflagem em guerra: Enganando os Olhos do Inimigo


Na guerra, enganar o inimigo pode significar a diferença entre ganhar ou perder, vida ou morte. A camuflagem é mais do que apenas estratégia; é uma
arte e uma ciência que avançou muito ao longo do século passado e que vai desde armadilhas a disfarces visuais. No início de 1900 o traje militar surgiu e se tornou parte integrante dessas estratégias.

Os uniformes militares elegantes dos primeiros tempos foram substituídos por materiais mais discretos para ajudar a ocultar os soldados e dificultar que fossem atingidos pelo inimigo. Hoje em dia os uniformes são projetados com padrões e cores que se misturam ao ambiente, incluindo desertos, selvas, e qualquer tipo de terreno onde ocorre o combate. Guerras que acontecem no deserto, por exemplo, podem exigir formas e cores sinuosas de caramelo e castanho que harmonizam com as dunas de areia do seu ambiente. Para dominar a arte de criar estes uniformes de camuflagem, os especialistas estudam os padrões e cores encontradas dentro do ambiente de cada terreno de combate e como o olho humano detecta objetos.

Segundo algumas fontes, o olho humano procura o contorno de formas humanas ao analisar uma área em busca de alvos. O contorno do corpo humano pode ser mais facilmente detectado quando veste uma única cor ou cores em demasia. Para enganar os olhos, cores, linhas e formas são necessárias para que o nosso
cérebro conecte as linhas coloridas e padrões do uniforme com as folhagens, terra, ou sombras do meio ambiente. O padrão e as cores de uniformes militares são visualmente perturbadores quando produzidos corretamente, escondendo o contorno do corpo e tornando difícil ver um indivíduo.

Para estabelecer e atender aos padrões de qualidade de cor para materiais multi-coloridos, os seguintes produtos são recomendados:
CM-700d Espectrofotômetro portátil >
CM-5 Espectrofotômetro de bancada >

Blogs de Medição de Cor


Blogs de Medição de Luz & Monitores


Privacy Preference Center