Compreendendo o Espaço de Cor CIE L*C*h


Um espaço de cor pode ser descrito como um método para expressar a cor de um objecto utilizando algum tipo de representação, como por exemplo números. A CIE (Commission Internationale de l’Eclairage) uma organização sem fins lucrativos, considerada uma autoridade na ciência da luz e da cor, definiu os espaços de cores CIE XYZ, CIE L*a*b*, incluindo o CIE L*C*h, para comunicar e expressar a cor dos objetos. Estes sistemas permitem aos usuários avaliar atributos de cor, identificar inconsistências, e comunicar os seus resultados de maneira numérica e precisa.

O espaço de cor L*C*h, semelhante ao CIELab, é o preferido por alguns profissionais da indústria porque seu sistema se correlaciona melhor com a forma como o olho humano percebe a cor. O sistema L*C*h usa o mesmo diagrama que o espaço de cor L*a*b *, mas usa coordenadas cilíndricas ao invés de coordenadas retangulares.

Neste espaço de cor, L* indica luminosidade, C* representa a saturação, e h é o ângulo de tonalidade. O valor de saturação C*, representa a distância do eixo de luminosidade (L*) e inicia em zero no centro. O ângulo de tonalidade começa no eixo +a*, e se movimenta em sentido anti-horário. É expresso em graus (por exemplo, 0° é vermelho e 90° é amarelo).

L* = luminosidade
C* = Saturação
h = tonalidade

Instrumentos de medição de cor fazem com que a quantificação destes atributos de cor seja fácil. Eles determinam a cor do objeto dentro do espaço de cor e exibem seus valores para cada coordenada L*, C* e h.

Diferenças de Cor: Quão próximo a amostra está do padrão?

Um instrumento de medição de cor pode encontrar pequenas diferenças até em amostras que tenham a mesma aparência para uma pessoa.

Se a cor de um produto não for igual ao padrão, a satisfação do cliente é comprometida e a quantidade de reprocesso e custos aumenta, por isso, é importante a identificação rápida das diferenças de cor no início do processo.

A diferença de cor é definida como a comparação numérica de uma amostra com o padrão. Conhecida como Delta (Δ) e indica as diferenças nas coordenadas absolutas da cor. Os deltas de luminosidade (ΔL*), croma (ΔC*), e tonalidade (ΔH*) podem ser positivos (+) ou negativos (-).

ΔL* = diferença de luminosidade (+ = mais clara, – = mais escuro)
ΔC* = diferença de croma (+ = mais saturada, – = menos saturada)
ΔH* = diferença de tonalidade

Instrumentos de medição de cor podem detectar diferenças imperceptíveis ao olho humano e em seguida, exibir instantaneamente as diferenças em forma numérica ou em um gráfico de refletância espectral. Após a identificação das diferenças de cor usando os valores L*C*h, deve ser decidido se a amostra é aceitável ou não.

Tolerâncias de Cor: A diferença de cor é aceitável?

Tolerância de cor é um limite de quão grande é a diferença de cor permitida entre uma amostra e o padrão para que a amostra seja considerada aceitável. Tolerâncias deve ser estabelecidas tipicamente para cada componente ΔL*, ΔC*, e ΔH* para identificar qual coordenada, caso exista, excedeu o limite. Os valores de tolerância criam uma área com formato tridimensional ao redor do padrão. A cor que cai dentro desta área é considerada aprovada, enquanto que a cor que cai fora dessa área é reprovada.

A cor que cai nas proximidades da borda desta caixa de tolerância pode ser numericamente aceitável, mas visualmente inaceitável para o ser humano. A fórmula de diferença de cor CIE2000, foi criada para diminuir essa diferença usando os valores de ΔL*, ΔC*, ΔH e cálculos com fatores de ajuste. Essa fórmula fornece uma precisão maior pois tem melhor correlação com a percepção de diferença de cor do olho humano, criando uma tolerância elíptica ao redor do padrão. A cor que cai dentro desta elipse é considerada aceitável, enquanto que a cor que cai fora desta elipse é rejeitada.

Blogs de Medição de Cor


Blogs de Medição de Luz & Monitores


Privacy Preference Center