Que haja luz arquitetônica. Mas de que tipo?


O mundo da iluminação evoluiu para um universo de escolhas. Temos lâmpadas compactas fluorescentes, halógenas e agora, lâmpadas LED. Seja qual for a sua preferência (e mesmo que você ainda esteja apaixonado por lâmpadas incandescentes, cada vez mais difíceis de encontrar), a questão mais importante é saber o efeito você está tentando obter com sua iluminação; Drama? Misticismo? Ou talvez uma simples iluminação antiga.

Vamos começar na sala de estar. A maioria das pessoas lê, assiste TV, joga ou até navega pela internet aqui. A iluminação, portanto, deve ser suave e aconchegante e não muito forte e direta. Então, ao invés de uma iluminação aérea direta, considere a iluminação que salta de tetos ou paredes para criar um ambiente mais aconchegante em toda sala. Você pode conseguir isso com iluminação de faixas que encontram paredes ou direcionada para o teto. Você pode até mesmo criar sancas de iluminação ou desníveis para difundir a luz. Se você ainda insistir em uma lâmpada de leitura, adicione uma à sala. Ela não precisa ficar acesa o tempo todo, e não deve ter brilho intenso. Se houver obras de arte nas paredes, você pode ir em frente e posicionar uma iluminação de destaque nesses pontos.

Em seguida, vamos para a cozinha. A maioria das pessoas passa mais tempo aqui do que em suas salas de estar e analisando, esta é uma área de preparação de alimentos que se transforma em um ponto de encontro para a família e amigos. A iluminação aqui deve ajudar, não atrapalhar. Luminárias embutidas no teto devem ser direcionadas para pias, fogões, armários e ilhas centrais e não sobre cadeiras. Nas áreas onde você come e se reúne, mas não onde prepara a comida, utilize sancas para jogar a luz para fora das paredes.

Então, vá para o banheiro e desligue a iluminação de teto. Ela é na melhor das hipóteses extravagante e definitivamente desagradável. Coloque algumas luzes em ambos os lados do espelho. Você não vai precisar de tanta iluminação como você pensa porque o espelho vai dobrar o efeito de iluminação. Esta iluminação lançará menos sombras e fará do banheiro um lugar mais agradável.

De volta à sala de jantar, você vai querer que a iluminação se concentre na mesa. A melhor maneira de conseguir isso é garantir que as luzes estejam diretamente acima da mesa de jantar. Uma boa recomendação seria adicionar um dimmer à iluminação da sala de jantar para aumentar a luminosidade na hora de servir e diminuir durante a refeição, criando assim um ar mais sofisticado. Não tenha medo de experimentar iluminação com desníveis e sancas neste ambiente.

Por último, vamos para o quarto. Este deveria ser um lugar tranquilo e não uma academia. Evite luzes montadas no teto que iluminam o ambiente como uma sala de interrogatório. Ao invés disso utilize uma iluminação suave com arandelas perto das cômodas e abajures nas mesas de cabeceira.

Antes de ir para a cama, porém, certifique-se de apagar as luzes na entrada principal. A iluminação nesse ponto deve ser suficiente para iluminar o caminho sem oprimir ninguém.

O Espectrofotômetro de iluminação CL-500A permite medir a iluminação, a temperatura da cor e as medições de CRI (Color Rendering Index), cromaticidade e distribuição espectral de energia. Por sua vez, o Medidor de Croma CL-200A é ideal para medir a iluminação, temperatura de cor, cromaticidade, comprimento de onda dominante e pureza de excitação de várias fontes de iluminação, especificamente LEDs, LEDs orgânicos (OLED) e outras formas Eletroluminescência (EL).

Blogs de Medição de Cor


Blogs de Medição de Luz & Monitores


Privacy Preference Center