Obtendo Medições Precisas com o Espectrofotômetro de Iluminância CL-500A


O Espectrofotômetro de Iluminância CL-500A da Konica Minolta é um dispositivo que pode medir o (CRI) Índice de Rendimento de Cor, bem como os índices individuais de rendimento R1-R15 e a relação Scoptopic-Photopic (S/P).O CL-500A é também o primeiro espectrofotômetro portátil do mundo em conformidade com os padrões DIN e JIS. Além de ser leve, o CL-500A é também uma ferramenta extremamente flexível. O dispositivo pode ser usado sozinho em campo e laboratório, e também pode ser utilizado em conjunto com um software de gerenciamento de dados. Como o CL-500A é um instrumento baseado em um sensor, ele pode medir de forma precisa fontes de luz com largura de banda estreita como LED, PLED e Descarga de Gás. Para assegurar que as leituras de luminância, CRI e valores espectrais do CL500A sejam precisas são necessários alguns cuidados simples, vistos a seguir.

Garanta que o CL500A seja mantido corretamente. Isso pode parecer um passo óbvio, mas muitos técnicos assumem que os seus equipamentos são conservados de acordo com o uso, e isso pode levar a medições incorretas e imprecisas se a agenda de manutenção for ignorada. Siga sempre as orientações de manutenção do fabricante e certifique-se de que qualquer reparo ou calibração seja efetuado em uma instalação autorizada pelo fabricante. Isso assegura que não somente a garantia seja mantida, mas também que os componentes utilizados nos reparos estejam de acordo com as especificações do fabricante.

Calibre o CL-500A antes de cada utilização quando as fontes de luz forem diferentes ou quando o dispositivo for movido. Como mesmo pequenas vibrações e choques podem causar variações nos sensores, é necessário assegurar a correta calibração toda vez que você utilizar o CL-500A. Assegurar que a calibração tenha sido completada ajudará a manter as leituras mais precisas e economizará tempo pela eliminação de leituras extras. Uma fonte de luz interna permite ao CL-500A executar de forma precisa sua autocalibrarão em menos de 30 segundos.

Documente cuidadosamente a distância e o ângulo do sensor em relação à fonte de luz. Conhecer a distância e o ângulo entre o sensor e a fonte de luz é importante não somente para a obtenção de resultados precisos, mas também para assegurar que o dispositivo está corretamente calibrado. Como diferenças na distância podem causar diferenças nas medições, uma pequena diferença na distância entre dois sensores poderia gerar a idéia de imprecisão. O plano de medição deve permanecer constante em relação à fonte de luz para evitar medições inadequadas. Diferenças em distância e ângulo entre o dispositivo e a fonte de luz podem causar erros e inconsistências nas medições.

Divida grandes espaços ou salas em uma grade. Como muitos fatores podem influenciar a quantidade de luz em um determinado espaço e porque isso dificultará a determinação do melhor lugar para fazer a leitura em uma área grande normalmente uma boa ideia é dividir grandes áreas em uma grade e fazer medições de cada quadrado da grade. Uma vez que as medições são feitas, você pode simplesmente fazer a média das leituras e obter a iluminância média do espaço.

Independentemente da aplicação, é importante lembrar que o CL-500A é um instrumento de precisão. Apesar de ser um instrumento robusto e de fácil utilização e que suporta certo abuso, é preciso ter cuidado, atenção aos detalhes e paciência para obter leituras precisas. A adoção dos passos aqui mencionados e um pouco mais de tempo proporcionarão medições precisas em cada projeto de iluminação. Para mais informações sobre o espectrofotômetro de iluminância Konica Minolta CL-500A, clique aqui https://sensing.konicaminolta.us/br/products/cl-500-illuminance-spectrophotometer/

Blogs de Medição de Cor


Blogs de Medição de Luz & Monitores


Privacy Preference Center